Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

31
Mar16

Resenha "Convergente"

João Jesus e Luís Jesus

Olá a todos!

Este post terá como tema a resenha do livro que acabei de ler “Convergente”. É o melhor livro da saga Divergente, por isso se tiverem oportunidade, leiam, vão adorar! Quando o comecei a ler, achei que este livro ia ser o mais chato de toda a série Divergente, por causa das constantes discussões entre Tris e Tobias, mas rapidamente comecei a ficar viciado no livro e até me comecei a habituar a essas discussões. A escritora deste livro e dos restantes da coleção Divergente, chama-se Veronica Roth e muitas vezes já confundi o nome dela, escrevendo Veronica Rooth. Acho que ela escreve muito bem e tem uma imaginação incrível, porque varias vezes me confundi nos livros dela, com aqueles nomes todos dos soros e assim. Descobri a saga Divergente já há algum tempo. Estava a navegar no Youtube e vi um trailer do 2º filme da saga, Insurgente. Assisti ao trailer e fiquei viciado, mas nunca quis aprofundar muito o meu conhecimento sobre essas histórias. Comecei a dar mais interesse à saga, quando vi um filme com Shaillene Woodley (Tris em Divergente). Shaillene é Hazel Grace na Culpa é das estrelas e lembrei-me que era ela a Tris e então comecei a ler alguns resumos dos livros na Wikipedia e comecei a gostar, até que uma vez vi na Fnac os livros em desconto e então aproveitei para os comprar e comecei a lê-los e mesmo em pouco tempo, fiquei completamente viciado em Divergente. A história de Divergente pode ser um pouco confusa mas é lindíssima! Só em uma semana li os dois livros da coleção e comecei a querer mesmo ler Convergente. Como só podia ter os 2 últimos livros da coleção na Páscoa, comecei a assistir ao trailer de Convergente inúmeras vezes, até que chegou o dia de Páscoa e lá pude começar a ler Convergente, até hoje! Confesso que fiquei emocionado nos últimos capítulos do livro, devido a uma coisa que não vos vou contar, porque se quiserem ler a saga ficam logo a saber tudo e depois não mete graça nenhuma lê-los já a saber tudo.

Acho que me identifico um pouco com a personagem Quatro, porque ele tem alguns medos idênticos aos meus e gosto da maneira de pensar dele. Quatro era vítima de violência por parte do pai, que também batia na mulher. Quatro tinha medo de continuar naquela casa, por isso no dia da Escolha da Fação, que era uma cerimónia em que cada pessoa de 16 anos pudesse escolher para que grupo ia, Quatro escolhe os Intrépidos para fugir da tirania do seu pai. Passado alguns anos chega aos Intrépidos uma rapariga chamada Beatrice (Tris) e esta vai- lhe mudar a vida para sempre. Em Convergente, nota-se que as personagens já estão mais maduras e conseguem escolher melhor as suas decisões. Quatro, Tris, Christina, Uriah, Peter, Caleb e Cara fogem para uma civilização escondida por detrás de um muro gigante, por causa da guerra que se esta a formar em Chicago. Tris e Quatro pensam que desta vez poderão ter uma vida calma sem ninguém para os perturbar, mas por detrás do muro, existem muitos mais perigos.

Gostei imenso da história e dos mistérios que ela esconde e também da alternância da perspetiva de cada um. Gostei muito de ver o ponto de vista de Tris e de Quatro. Também gostei de ver as escolhas que cada um fez, principalmente as de Tris, por causa da sua escolha final. Cativou-me desde os primeiros capítulos.

Fiquei muito triste com o final, pois tinha outras coisas em mente. Foi um final muito triste, inesperado mas incrível.

Um livro cheio de grandes emoções e de muitas coisas para aprender!

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL