Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

22
Mai16

Resenha "A Escolha"

João Jesus e Luís Jesus

Olá a todos :D !

Ontem acabei de ler o último livro da coleção "A Seleção" de Kiera Cass! Achei fantástico e teve um ótimo final! Dou-lhe 4,5 estrelas! Gostei muito, mas Divergente vai estar sempre em 1º lugar da minha biblioteca!

O livro começa com America a decidir que tem de começar a ser mais sedutora, para vencer a Seleção, porque Kriss e Maxon estão a ficar mais próximos. America pede às aias que lhe façam um novo vestido, vermelho e mais sedutor, para Maxon reparar nela. Porém, aquela noite corre-lhe mal, porque o vestido a aperta e ela não parece ela. Maxon explica-lhe que ele gosta dela tal como ela é. America quer ganhar a competição para mostrar ao pai de Maxon que não tem medo dele e que ela é mais forte do que ele imagina. Neste livro, a rainha Amberly fica mais próxima das raparigas e estas começam também a conviver mais.

Chamado num assunto urgente, o Rei Clarkson tem de ir para França e nesse momento, dois rebeldes nortistas invadem o castelo para negociarem. Eles apoiam America e querem que esta ganhe. Eles falam com Maxon sobre a sua causa e não lhes querem fazer mal. Os rebeldes nortistas garantem-lhes apoio contra os Sulistas, que são os que matam e destroem tudo. Passado uns tempos, o rei Clarkson volta ao castelo e os Sulistas começam a atacar as castas pela ordem das raparigas da Selção. Começam pela casta dois, que é a casta da Celeste e depois para baixo, até à casta nº5. No ataque à casta 2 morre muita gente.

Neste período de instabilidade, as raparigas começam a ficar mais unidas, mas Kriss e Elise desconfiam que America tem um plano para as fazer sair da Seleção. Porém, Celeste fica amiga de America e arrepende-se de todas as coisas más que fez. Boa! Antes odeava a Celeste, mas agora até fiquei a gostar dela. As duas confessam as suas coisas uma à outra. Celeste confessa tudo o que fez às outras e elas desculpam-na.

Lá para o meio do livro, uma das aias de America revela-lhe o seu amor por Aspen, o antigo namorado de America. America promete-lhe que fará tudo para os juntar. Depois, Maxon leva America ao seu quarto e America fica encantada: 1º porque o quarto dele está cheio de fotos dela e 2º porque ela foi a segunda pessoa a ir lá. America descobre que a principal paixão de Maxon é a fotografia e Maxon disse que se pertencesse às castas queria ser fotógrafo. Então pertenceria à casta cinco! America e Maxon então disseram um ao outro que queriam dizer que se amavam, mas se dissessem isso um ao outro e alguma coisa mudasse ia ser muito doloroso para os dois. Ah! Já me ia esquecer! Houve mais uma prova na Seleção e desta vez, America não aguentaria. Tinham de condenar um homem. America teve como pessoa para condenar, um homem que roubou roupa para as filhas e tinha de pagar isso na prisão a vida inteira. Então America deu-lhe todas as suas coisas preciosas e pagou a dívida do homem ao rei, em vez deste ir preso. (Muito bem America)

Continuando, enquanto America estava no quarto com Maxon, este deu-lhe uma noticia má. O pai de America morrera com um ataque de coração. America desmaia e tem o direito de ir 4 dias para casa. Lá, America tem uma discussão com Kota, o seu irmão que é avarento e julga-se maior que a própria família. Mas no seu segundo dias em casa, America é chamada imediatamente para o castelo. Ela volta e há uma festa. Lá, contam-lhe que Maxon vai escolher a noiva. America vai ter com Maxon, que lhe conta que a vai escolher. Depois vão para o quarto de America e têm momentos íntimos, até que Maxon ouve barulhos e param tudo, mas dormem juntos. De manhã, Maxon faz cócegas a America que dá um grito. Ao ouvir este grito, entra no quarto Aspen, o antigo namorado de America. Maxon saí do quarto para ir falar com Kriss que escolheu a America. Enquanto isso, America e Aspen falam sobre o que aconteceu e Maxon vê-os a falar sobre o passado dos dois. America conta a Maxon o que teve com Aspen, e Maxon diz que vais escolher Kriss em vez de America.

No meio da cerimónia de Escolha, o palácio é atacado pelos rebeldes Sulistas, que estavam escondidos no castelo, disfarçados de guardas. Morre a Rainha Amberly, o rei Clarkson, Celeste e Anne. Maxon leva um tiro no braço e pede a Aspen que leve America para um sitio seguro. Passadas algumas horas, America acorda numa enfermaria e descobre que Aspen e Lucy, a sua aia, namoram. Depois de ir visitar Maxon, America descobre que Maxon vai eliminar as castas.

E depois casam-se!

Foi um livro lindissimo e adorei lê-lo! Recomendo-o para as pessoas que adoram fantasia misturada com ação, aventura e romance! Adorei!

22
Mai16

O pavão

João Jesus e Luís Jesus

Naquela época em que os animais falavam, existia um pavão.

O pavão era um animal muito belo e muito vaidoso. Por onde passava gabava-se da sua beleza. Via o seu rosto na água, nos espelhos e até em gotas de mel. Ninguém gostava dele por ele ser muito convencido.

Um dia, o pavão visitou uma aldeia de ratos. Os ratos eram muito feios, por isso o pavão fez pouco deles. Irritados, os ratos fingiram-se de acolhedores e de que não estavam zangados, ofereceram-lhe uma cama para dormir e alguma comida. O pavão agradeceu e comeu uma comida que os ratos lhe deram. Essa comida tinha um pó para adormecer e o pavão adormeceu rapidamente. Zangados, os ratos fizeram um plano. Iam até à cama do pavão e arrancavam-lhe as penas, uma a uma. Então puseram mãos à obra.

De manhã, o pavão acordou como em todos os outros dias, mas achou que estava mais frio do que o habitual. Julgando que era impressão sua, o pavão foi bebericar um pouco de água. Quando chegou à fonte de água, o pavão viu o seu reflexo na água e deu um grito de medo! Ele estava sem uma pena! Os ratos riram-se e explicaram-lhe o porquê daquilo. Cheio de vergonha, o pavão fugiu dali e parou numa casinha feita de palha. Bateu à porta e saiu de lá uma chinchila. Esta perguntou-lhe o que queria e o pavão disse que queria um abrigo. A chinchila aceitou o seu pedido e deu-lhe uma tigela de arroz para o pavão comer. Dentro de casa, o pavão revelou que a chinchila era muito feia, por causa das suas orelhas grandes. A sábia chinchila explicou-lhe que ele também não estava em muito bom aspeto e que a beleza não importa. O pavão ficou indignado, porque ele achava que a beleza era o mais importante numa pessoa.

Como pensava que a chinchila era maluca, o pavão resolveu não lhe ligar nenhuma. Mesmo assim, a chinchila não perdeu o ânimo e continuou a falar das suas aventuras e das lições que tinha aprendido. Com aquele aborrecimento, o pavão adormeceu.

Na manhã seguinte, a chinchila pediu ao pavão se este lhe podia apanhar algumas uvas que havia num campo perto da sua casa. O pavão lá foi e começou a colher as uvas. Sem se aperceber, o pavão caiu numa armadilha feita pelos lobos. Então começou a piar bem alto. Até que ouviu passos e viu no cimo do buraco um tigre desdentado e muito doente que lhe estendeu a pata. Repugnado, o pavão não aceitou. Ele era muito feio para o ajudar. O tigre insistiu tentar ajudá-lo, mas o pavão recusou. Então o tigre desistiu e resolveu ficar de guarda para ver se nenhum lobo se aproximava do pavão e se alguém o podia ajudar. Passaram-se horas e horas e o pavão começava a ficar com fome. Pensou e pensou se realmente o tigre o podia ajudar e finalmente aceitou a ajuda do tigre. O tigre tirou o pavão da armadilha e levou-o de novo para a casa da chinchila. Aí a chinchila revelou que aquilo tinha sido um plano seu para ensinar ao pavão que a beleza não importava e que o que importa é sermos bons. O pavão entendeu a lição e então agradeceu a ajuda à amiga.

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL