Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

30
Jun16

"Para Sempre Não É Muito Tempo" - Teaser 1 (Divulgação)

João Jesus e Luís Jesus

Neste momento, o blog encontra-se com um passatempo válido até dia 13 de Julho do livro "Para Sempre Não é Muito Tempo" da escritora Carolina Pascoal! 

O envio é feito para todo o mundo, que tal participar? [PARTICIPE AQUI]

Gostava de saber melhor do que trata o livro? Deixamos o Teaser 1/3 para vos despertar curiosidade!

[vimeo 170708476 w=640 h=360]Teaser by Catarina Ramos 
30
Jun16

TAG dos 50% – Melhores e Piores do 1º Semestre | 2016

João Jesus e Luís Jesus

Olá Aventureiros! ;)

Ontem, o blog "A Bookhaolic Girl" mencionou-me num post coletivo que consiste em responder a perguntas! Assim farei! Amanhã sai a versão do meu irmão Luís! ;)

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2016?

Entre os inúmeros livros que já li, reconheço um como o que mais me marcou e me inspira para ser escritor, "A Culpa É das Estrelas"!

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2016?

Já li várias continuações mas gosto de todas da saga "Divergente"!

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

Neste momento, gostava de ler o "Prometo Perder" de Pedro Chagas Freitas!

4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

Está ainda em pré-venda, mas sairá em Julho "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada"!

5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

"Convergente" decepcionou-me não foi por não gostar, foi porque teve um final triste! A personagem principal morreu! :(

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

"Elfanos" surpreendeu-me bastante! Afinal de contas, os autores portugueses ainda pouco conhecidos também têm talento!

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

Por enquanto mantenho o meu escritor favorito como Veronica Roth.

8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

Eu gostei bastante da personalidade da personagem principal "Tris" do livro "Divergente"!

9. Seu personagem favorito mais recente.

Tobias Eaton do livro "Divergente".

10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

"Convergente", devido ao final que teve muito inesperado.

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

"O Mercador da Galáxia" foi de facto um livro que me surpreendeu muito, fiquei muito feliz por corresponder ao meu estilo de escrita!

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2016.

"Divergente"

13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

Gostei muito da resenha no blog ESCREVIVER de "A Cria Negra de Felis Mal'ak" da escritora portuguesa Vanessa Lourenço! Estou com curiosidade para ler! ;)

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

Ainda não tive a sorte de ganhar um livro num passatempo! No entanto, este ano comprei o 1º volume de "Mazze Runner" e adorei.

15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

Gostava de ler todos volumes de "Maze Runner", "A 5ª Vaga", "A cria Negra de Felis Mal'ak", "After" e "Pequenas Mentirosas"!

E são estas as minhas respostas! Convido o blog "Escreviver" a participar neste tag! ;)

  
29
Jun16

"Nunca me esqueci de Ti"- Ana Ribeiro

João Jesus e Luís Jesus
Hoje é mais um dia a tentar fazer um esforço para acordar, para te voltar a procurar, para te encontrar e te ter de volta. É mais um dia de luta e de busca por um sentido para a minha vida.Não sei mais o que fazer, filha. Não sei como me reerguer, sinto que não fui uma boa, mãe. Não fui uma boa mulher, nem tão pouco uma distinta guerreira. Fui uma fraca e deixei-me vencer pelo medo. Perdendo-te. Anseio como a própria vida poder sentir que esta perda não é definitiva e eterna mas apenas fruto de um erro temporário e impensado. nunca.jpgFazes-me falta. Faz-me falta, o sorriso que me fez rejuvenescer quando te vi pela primeira vez. Faz-me falta, o toque único da tua mão pequena, tão pequena que era capaz de caber no mundo inteiro. Faz-me falta ter alguém para cuidar e para mimar, faz-me falta a vida que tu trazias à minha vida, a felicidade de que eu era feita. A parte de mim que partiu contigo e que fazia parte de nós.Falta-me o sossego de saber se estás bem, se és feliz, se tens saudades minhas, o que é feito de ti.Não consigo esquecer o dia em que – inesperadamente – te perdi; como se perde um grande pedaço do coração, sem o conseguir agarrar, da forma mais inóspita que se possa imaginar. O relógio batia as cinco horas da tarde e eu esperava ansiosamente que chegasses a casa da escola, já tinha posto a mesa da cozinha com a toalha colorida que tu tanto gostavas. Já tinha aquecido o teu leite com chocolate na caneca que tu mais gostavas: que tinha os teus desenhos animados favoritos. E feito as tuas torradas preferidas: com compota de amora, que te pintava os lábios todos de negro, doces como sempre foste.Sentei-me no lugar mais à esquerda da mesa, que sempre foi o meu lugar pronta para te ver entrar a correr em casa, trazendo contigo todo o desassossego que um filho traz à vida dos seus pais. Pronta para ouvir as tuas alegrias, as tuas conquistas, as tuas brincadeiras e travessuras; mas esse momento nunca chegou.As horas foram passando, o silêncio foi-se instalando e nada de ti. Anoiteceu. Saí esbaforida de casa, perdida no tempo e no espaço e longe estava de imaginar que me esperava o pior dos pesadelos que já dura há quase cinco anos.Na escola foi-me dito que o teu pai te tinha ido buscar pela hora do almoço e que tu nunca mais tinhas voltado, fiquei desesperada, tentei ligar, mas não obtive resposta. Peguei no carro sem ter um trajecto definido e fui por aí sem destino, à tua procura. Sem sucesso.Foram horas, dias, semanas e meses, sem dormir, sem conseguir parar de chorar, sem entender o que estava a acontecer, sem conseguir acreditar e aceitar que o teu pai. O teu próprio pai te tinha levado para longe de mim. Te tinha roubado como se fosses um simples objecto sobre o qual se pode discutir a propriedade. Foram tempos infinitos de buscas sempre infrutíferas, até a tua perda se tornar uma dor aceitável, ainda que insustentável e irreversível.A minha vida mudou para sempre, filha. Nunca mais fui a mesma pessoa. Nunca te esqueci, todos os dias continuo à procura da filha que me roubaram na fase mais feliz da minha vida. Decoro cada fotografia tua, imagino em sonhos, como és, os teus traços, a cor dos teus olhos, a suavidade da tua pele. Se terás traços meus, se te lembrarás de mim. Divago por aí muitas vezes ainda há procura de um simples sinal teu, é um dos meus maiores sonhos, que voltes. Que a tua presença seja uma realidade, ainda não o concretizei, mas também ainda não parei de lutar por ele. Muitas vezes dou por mim a pensar se devo ou não julgar a atitude do teu pai, por vezes sinto que poderá ter sido uma atitude de amor, outras vezes esse amor incondicional que sinto por ti faz-me pensar que essa mesma atitude nunca poderá ser amor.Estar longe de ti, mostra o meu lado mais frágil, faz-me vacilar a cada segundo. Preciso de ti. Preciso que voltes. Voltas!E a campainha toca. Abro a porta calmamente e mais uma vez sem quaisquer expectativas…Mãe, eu estou aqui!Eras tu. Corro para ti, abraçamo-nos, com as lágrimas de emoção a marcarem o momento. O tempo para. E eu renasço.

Ana Ribeiro, autora do blog "Escreviver"

Pág. 1/15

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL