Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

03
Ago16

"Saber a mar"- Ana Ribeiro

João Jesus e Luís Jesus

Cruzamo-nos, naquele dia, junto à marginal. Eu estava ali de férias com os meus amigos, depois de um ano intenso na faculdade, e ele trabalhava na praia como nadador-salvador. Íamos distraídos cada um perdido na sua vida e acabamos por chocar um com o outro, pedimos desculpa, um ao outro, e seguimos o nosso destino. Mas aquelas férias nunca mais foram as mesmas, parecia que me tinhas sido indiferente, mas não tinhas.

Os olhares que nós trocamos, a expressividade e o verde água dos seus olhos, nunca mais me deixaram sossegar, queria vê-lo outra vez, não o conhecia, não sabia o seu nome, se vivia ali ou se também estava só de passagem, mas precisava de o encontrar. Queria saber mais sobre ele, apesar do mundo de incertezas em que estava rodeada.

Voltei à praia… sozinha. Inventei uma desculpa bem esfarrapada e deixei o resto do grupo a curtir uma bela tarde de mergulhos na piscina, só para te procurar. Estendi a toalha no areal, pus os óculos-de-sol e deixei-me ficar sentada perdida nas ondas do mar, no ciclo vicioso que era o mar a enrolar na areia. A praia estava cheia, não havia um espacinho livre para mais uma toalha, a areia estava a escaldar, o calor do sol apertava bruscamente, estava mesmo a apetecer-me um mergulho. Larguei tudo e desatei a correr para o mar, até que…

- Olá! Por aqui?

Era tudo aquilo que eu mais desejava, não precisei de o procurar, veio ele ao meu encontro. Apresentamo-nos, fiquei a saber que se chamava Luís Miguel, que tinha 29 anos e que todos os verões trabalhava naquela praia como nadador-salvador, para conseguir mais algum dinheiro. Ficamos ali sentados à beira-mar com as ondas a tocarem a pele, a conversar, falamos de filmes, de música, de leituras, da paixão pela praia e pelo bodyboard.

Seguiram-se dias inesquecíveis, o Luís conheceu os meus amigos e formamos um grupo, durante o dia estávamos sempre juntos na praia e depois de ele acabar o seu turno, a noite era nossa, todos os dias nos levou a um sítio diferente. Dei por mim a vê-lo perguntar-me quanto tempo iríamos ficar ali. Meu Deus!!!

Infelizmente faltavam pouco mais de 4 dias para o nosso regresso, e o Luís era tão porreiro, começamos a gostar um do outro assim do nada. Sabia que era um amor praticamente impossível porque iríamos acabar por ter que nos separar e íamos ficar longe um do outro, e não há amor que resulte à distância, provavelmente nunca mais nos iríamos ver. Mas quisemos arriscar, e passamos os últimos dias sempre juntos a namorar, eu gostava tanto dele, que já sentia uma bola no estômago só de pensar que teria que o deixar.

Na véspera do meu regresso, passamos a noite juntos na praia e envolvemo-nos, foi talvez uma das noites mais belas da minha vida, fomos um só. O Luís ofereceu-me um presente magnífico, disse-me que era para que nunca mais o esquecesse, eu sabia que jamais o iria esquecer, um colar com um coração esculpido numa concha do mar que dizia: Para a Raquel com amor. É o meu amuleto da sorte, anda sempre comigo.

Regressei à minha vida, à faculdade. Uma semana depois o Luís fez-me uma surpresa e veio visitar-me, não me podia ter sentido mais feliz, já não estava a conseguir suportar as saudades que tinha dele.

Afinal de contas… Saber amar (só) é saber deixar alguém te amar.

Ana Ribeiro, blogger do blog "Escreviver"

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL