Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

28
Ago16

"O Melhor entre os Melhores"

João Jesus e Luís Jesus
Luke acabara de entrar na escola. As férias já tinham acabado e ele sentia-se pronto para começar o seu nono ano de escolaridade.Luke gostava muito de estudar e de estar com os amigos. Mas ele não tinha muitos amigos, pois tinha vindo de Inglaterra no ano passado e como gostava de estudar, as pessoas achavam-no, enfim, muito estranho.Porém, este ano, o Luke sentia-se mais confiante, pois já conhecia melhor os seus colegas, mas nenhum tinha interesse em o conhecer.Luke nunca desistia e estudava arduamente para disfarçar a sua tristeza, obtendo notas altíssimas nos testes, o que fazia com que os professores e os colegas ficassem admiradíssimos com a sua inteligência.Resultado de imagem para rapaz e cãoUm dia, a professora Jenks, de Ciências, viu Luke sozinho e triste num canto da escola e resolveu chamar os seus pais para uma conversa sobre o miúdo. Os pais foram até à escola e a prof. Jenks começou a conversa.- Olá senhor e senhora Wallace! Chamei-vos até aqui pois estou preocupada com o Luke. - Disse elaOs pais ficaram preocupados e perguntaram o que a professora tinha visto. Ela explicou-lhes que viu o Luke muito sozinho e triste lá na escola e que tirava sempre notas muito boas, que punha os colegas com ciúmes.Os pais entenderam então, que Luke se sentia sozinho e que não tinha amigos por ser muito estudioso! Essa é a grande estupidez dos adolescentes que não são amigos de alguns, por eles se dedicarem ao estudo em vez de outras coisas!A professora Jenks disse aos pais que eles tinham de passar mais tempo com Luke, para ele entender que não estava sozinho, mas os pais tinham muito trabalho e raramente passavam uns dias juntos. Então, a professora teve uma ideia!- O meu sobrinho também passou por uma situação quase idêntica! Ele também dizia que não tinha amigos e então, eu ofereci-lhe uma prendinha no Natal que o fez mudar de ideias e ele ficou muito contente! Recomendo que ofereçam ao Luke o melhor amigo do Homem, um cão! - Explicou elaOs pais gostaram da ideia e então foram a um loja de animais e compraram um lindo cãozinho branco, a que deram o nome de Max.Eles deixaram o pequeno cãozinho com a avó de Luke e esperaram até ao Natal para dar o cão ao Luke.O tempo passou depressa e com ele, chegou o Natal.A família estava toda reunida e era hora das prendas. O pai de Luke foi buscar o pequeno Max e esconderam-no de Luke. Eles taparam os olhos ao rapaz e quando o deixaram ver, este viu um cãozinho pequeno e gordinho que já gostava dele.Luke não ficou muito animado.- Que foi filho? - Perguntou a mãe - Não gostas do Max? Vai ser o teu melhor amigo!Mas Luke não queria um amigo de quatro patas! Ele queria um amigo como ele!Os pais ficaram desolados! A sua ideia não resultara!As férias passaram e Luke voltou à escola. Ele jurou a si mesmo que ia tentar arranjar um amigo nesse período!Luke começou a meter-se nos grupos de rapazes da sua turma, mas eles não gostavam dele porque ele era demasiado "nerd", como eles diziam.Luke ficou zangado com estas palavras e então foi para casa e trocou a sua camisa e as suas calças de ganga, por uma t-shirt com uma caveira e calças de fato de treino. Ele ainda pôs um chapéu roxo na cabeça, que lhe ficava muito mal e foi para a escola. Ele começou-se a portar muito mal nas aulas daquele dia e então, os rapazes da sua turma aceitaram-no no seu grupo.Luke ficou feliz por ser aceite, mas não se sentia bem! Aquele não era ele!Ele passou a tarde com o seu grupo. Os rapazes disseram se ele queria brincar com eles e Luke aceitou logo!Porém, as brincadeiras daqueles rapazes eram muito diferentes das brincadeiras que ele pensava. Eles agarraram num rapaz mais novo e inseguro e começaram a bater-lhe. Luke não conseguia ver isso e então tomou coragem, e deu um grande grito que os fez largarem o miúdo. Luke ajudou o rapaz e levou-o à enfermaria. Ele avisou os rapazes, que não queria mais fazer parte daquele grupo horrível.Luke foi para casa, muito triste. Ele sentou-se no sofá e começou a chorar. De repente, apareceu Max que saltou para o seu colo e lambeu as suas pequenas lágrimas. Luke ficou surpreendido com o gesto de amizade do seu cão e percebeu, que realmente, o seu verdadeiro amigo estava ali. Ele já não precisava de mais nada! Luke abraçou Max e foi trocar de roupa, deitando a roupa que ele tinha vestido antes ao lixo.Luke nunca mais deixou o seu pequeno grande amigo e foram muitos felizes. Por vezes, um animal pode ser mais nosso amigo do que outras pessoas.

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL