Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

29
Nov16

"Amigos para sempre"

João Jesus e Luís Jesus

image.jpg

Joaquim tinha acabado de chegar ao infantário, onde a sua mãe acabara de o deixar pelo primeiro dia.

Ele tinha medo de não conseguir arranjar amigos, pois no seu último infantário, custara-lhe muito arranjar alguns amigos.

Ele entrou no infantário e foi rapidamente recebido por Fátima, a sua nova educadora.

– Olá Joaquim! Bem-vindo ao Infantário Crianças Felizes! Espero que passes dias muito animados aqui com os teus novos amigos! – Disse ela esboçando um grande sorriso

Joaquim ficou calado e envergonhado, encostando-se à sua mãe.

– Obrigado Dona Fátima, mas o Joaquim está envergonhado! Ele não queria mudar de infantário por causa dos seus amigos. – Disse a mãe de Joaquim

– Percebo! Não te preocupes Joaquim! Todos têm vergonha no primeiro dia no infantário! Dá um beijinho à tua mamã e vem comigo, para te apresentar a tua turma! – Informou a educadora

 Joaquim deu um beijinho à sua mãe e muito vagarosamente, deu a mão a Fátima. Ela conduziu-o a uma salinha, onde muitas crianças brincavam.

– Hum hum! – Tossiu Fátima – Meninos, este é o Joaquim! O vosso novo colega! Sejam bonzinhos e apresentem-lhe tudo e todos. Não façam asneiras!

– Está bem Fátima! – Gritaram todos em coro

Um rapaz e uma rapariga aproximaram-se de Joaquim.

– Olá! Eu sou a Laura e sou muito bonita! – Disse a rapariga, que tinha cabelos ruivos e uns olhos muitos azuis

– Olá! – Sussurrou Joaquim

– E eu sou o André! Gosto muito de jogar futebol! Queres jogar comigo? – Perguntou o rapaz, que tinha cabelo castanho muito arrepiado e tinha ar de rebelde

– Cala-te André! Já a ensinar coisas feias aqui ao Joaquim! – Disse Laura dando uma palmada no peito de André – Olha Joaquim! Futebol é para rapazes!

– E ele é um rapaz, ó burra! – Disse André enquanto se ria

– Ups! – Sussurrou ela – É para rapazes feios que se portam mal e não sabem o que fazer da vida! Brincar com bonecas é bem melhor!

– Cala-te! Eu sei o que fazer da vida! Vou ser futebolista! Bonecas só servem para deitar ao lixo! Deixa o Joaquim escolher o que quer fazer. – Sugeriu André

Joaquim ficou a pensar. Ele não queria escolher um dos dois, pois um deles ia ficar zangado e ambos eram muito chatos e competitivos.

– Hum! Eu preferia que me apresentassem o infantário e as pessoas, por favor! – Disse Joaquim

Os dois olharam seriamente para Joaquim.

– Oh claro! Vem! Disse Laura

Eles levaram Joaquim pelo infantário todo. Mostraram-lhe o dormitório, a creche, o parque de brincar, o pavilhão de desporto, o polivalente e a sala de entretenimento.

–Bem e aqui na sala de entretenimento, era onde nos estávamos quando chegaste! Vamos mostrar-te ao pessoal. – Disse André

Eles entraram na sala e começaram a apresentar-lhe os colegas.

– Esta é a Dina, a Diana, a Di e a Danila! São as minhas melhores amigas. – Disse Laura

– Elas são parvas! Não lhes ligues. – Sussurrou André ao ouvido de Joaquim

– Olá! – Disse Joaquim

– Olá Quim! – Disseram todas em coro

– Quim? – Disse ele

– Ah! Esqueci-me de dizer que quem manda aqui somos nós! Nós damos as alcunhas que quisermos a quem quisermos! – Disse Laura com a maior naturalidade do mundo

– Isso é ser mau! – Disse Joaquim

– O que é que disseste? – Disse uma das amigas de Laura, a Di

– Oh não! – Disse Dina

– Ele não as respeitou! – Disse Danila

– Ele violou as regras! – Gritou Diana

– O quê? – Perguntou Joaquim, que não estava a perceber nada

– Daqui em diante vais ser o Cabeça de Cenoura, por teres ultrapassado as regras do nosso clube! Não podes ser nosso amigo! Pira-te! – Disse Laura

Joaquim ficou triste. Tinha acabado de fazer um inimigo.

– Cala-te estúpida! Deixa o Joaquim em paz! Anda Joaquim! – Disse André – Vou apresentar-te os meus amigos.

Eles andaram um pouco até ao canto da sala, onde estavam três miúdos.

– Ei malta! – Disse André – Este é o Joaquim! Joaquim, estes são o Tostas, o Sardinha e o Molho de Tomate!

– Como é que é meu? – Disseram os três com os dedos no nariz

– Vocês chamam-se mesmo assim? – Perguntou Joaquim

– Iá! Desde que entramos para o infantário, temos o nome que queremos! – Disse um

– Fixe! – Mentiu Joaquim – André? Quem é aquela menina ali na cadeira de rodas?

André olhou para uma rapariga que estava no centro da sala sentada numa cadeira de rodas. Ele e os amigos riram-se.

– Que foi? – Disse Joaquim

– Aquela é uma anormalóide! É a Duffy! Não vais querer ser amigo dela! Ela não sai da cadeira. – Riu-se André

Joaquim ficou magoado com aquela resposta. Duffy estava sozinha e parecia triste. Ele queria ser amigo dela.

– Não sejam maus com ela! Ela parece ser boa pessoa! – Exclamou Joaquim

O grupo olhou seriamente para ele.

– Só podes ‘tar gozar, meu! – Disse o Tostas

– Não, não estou! Quero conhece-la! – Decidiu Joaquim

– Pronto! Então vai lá, mas vais ter de lidar com a nossa fúria! – Disse André

Joaquim tinha acabado de fazer mais um inimigo. Ele ignorou-os e andou até Duffy, a menina da cadeira de rodas.

– Olá! És a Duffy, certo? – Disse ele, amigavelmente

– Sim! Se é para gozares comigo podes ir-te embora! – Disse ela, muito triste

– Não, não é nada disso! Quero ser teu amigo. – Disse-lhe

Duffy ficou espantada.

– Nunca ninguém quis ser meu amigo! – Informou ela – Prometes nunca gozar comigo?

– Sim! – Afirmou Joaquim

– Prometes brincar comigo sem me aleijares? – Perguntou Duffy

– Acho que sim!

– Promete! – Ameaçou ela

– Ok! Prometo! – Conclui ele

– Prometes ser meu amigo para sempre? Em todas as circunstâncias? – Perguntou ela, finalmente

– Sim! – Disse ele – Vou ser teu amigo para sempre!

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL