Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

31
Dez16

"Nada como o Tempo"

João Jesus e Luís Jesus

Vida.jpg

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

Autor Desconhecido

30
Dez16

"O Possível Impossível"

João Jesus e Luís Jesus

Impossible.jpg

Não desistas.

Nunca, mas nunca, digas nunca! De que é que essa palavra te vai servir se consegues terminar essa coisa possível de realizar?

De nada, é claro! Se uma coisa é possível, continuas a fazê-la pois vais conseguir alcançá-la. Se for impossível, a mesma coisa! Nada é impossível!

O impossível tem sempre algo possível, que muito possivelmente é quase impossível alcançá-lo. Por isso chamamos a uma coisa “impossível”, a uma coisa que claramente é possível de alcançar com muito esforço e esperança.

Nunca desistir é o ponto principal da jornada em busca de algo desejado. Se não desistires, certamente, um dia terás o que queres.

Mas ao desistir, o sonho que tanto queremos, chegou ao fim! Porquê? Porque os sonhos nascem numa terra especial, que precisa de ser regada com água pura e quando desistimos, a água acaba e a terra seca, tornando-se estéril! Nunca mais haverá um sonho que quererás cumprir!

Mas se pensarmos que a coisa achada impossível de alcançar, tem uma meta de chegada, aí teremos mais força! Subiremos a montanha e ganhámos a maratona, cortando a meta e temos o nosso sonho, naquele vale de terra fértil, que se pode tornar estéril.

29
Dez16

Resenha do filme "Trolls"

João Jesus e Luís Jesus

Trolls Teaser Quad.jpg

Olá a todos!

Hoje trago a resenha de um filme muito bonito, que tive a oportunidade de ver há uns dias. Foi um filme muito bonito e adorei! Nunca pensei que fosse explicar uma mensagem tão bonita!

Este filme foi lançado este ano e não teve muita divulgação, logo eu achei que não devia ser grande coisa.

Mas enganei-me! Bem enganado! Este filme é ainda melhor do que alguns muito divulgados, como no caso do Divertidamente e Os Croods.

Estou a falar do filme "Trolls", que foi dobrado com as grandes vozes de Justin Timberlake e Anna Kendrick.

Adorei este filme! Um dos melhores deste ano!

Este filme fala sobre a história dos Trolls. Os trolls são uma população de seres minúsculos que vivem da alegria. Eles são extremamente alegres e adoram cantar, dançar, abraçar e demonstrar carinho uns pelos outros.

Mas, um dia aparece um Bergen, a criatura mais feia e infeliz do mundo que nunca é feliz. Ele vê uma daquelas criaturas e come um troll e sente a verdadeira felicidade.

Ele forma uma cidade Bergen em volta da árvore Troll, onde vivem todos os trolls. Todos os anos, os Bergen reuniam-se para comer um troll e sentirem a verdadeira felicidade durante um dia. Chamavam-lhe o Trollsticio.

Num Trollsticio, a cozinheira dos Bergen inicia a festa. O novo rei, nunca tinha provado um Troll e então vai ser o primeiro a prová-lo.

A cozinheira escolhe a troll mais alegre, bonita e adorada. A recém-nascida princesa Poppy.

Ela agarra nela e dá ao novo rei. Ele prova e cospe a troll. Eles vêm o porquê de a ter cuspido e vêm que não era a princesa Poppy. Era um boneco de pau.

Eles vêm outros Trolls e todos são bonecos. Os Trolls estavam em fuga.

Eles tentam apanhá-los, mas eles escapam-se. Os Trolls escondem-se no meio da floresta e ninguém os consegue encontrar.

A cozinheira Bergen é demitida, pois fez o filho não provar nenhum troll e foi banida do reino.

Passados 20  anos, Poppy está quase a ser rainha dos Trolls. Ela quer dar a maior festa vista pelos Trolls e tenta convidar Branch, o troll que dizem que é muito "chato". Branch não gosta de ser feliz e então não quer ir à festa, pois tem medo de que os Bergen os apanhem.

Nessa noite, Poppy faz uma festa enorme e a cozinheira Bergen vê a festa e caça alguns trolls. Poppy foge e vai ao encontro de Branch, o único que sabe sobreviver aos Bergen.

Será que Poppy irá salvar os Trolls? Branch aceitará o desafio? Irá Branch recuperar a felicidade? Vejam este filme fantástico! Adorei! <3

Pág. 1/13

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL